Brasileiros querem conquistar Portugal

Folha de Pernambuco - Mercado

Francisco Muniz

O território lusitano está atraindo investidores em busca de segurança e um ambiente favorável aos negócios.

A crise econômica e a situação política do Brasil estão levando muitos brasileiros a buscarem novas formas de investir. E. boa parte desse investimento está se dando em países fora do Brasil, como é o caso de Portugal, que recebe uma grande quantidade de brasileiros para residirem e também para investirem em empreendimentos. Até julho deste ano, já foram emitidos mais de 30% de vistos brasileiros para o país, em comparação ao mesmo período de 2016. Em 2016 foram emitidos cerca de 5,8 mil vistos. Nos últimos seis anos, a nacionalidade portuguesa foi atribuída a cerca de nove mil brasileiros.

Devido a essa crescente no número de pessoas buscando um imóvel no país, a Direct Empreendimentos Imobiliários, junto com a Direct Portugal, promoverá na próxima semana o primeiro Seminário Portugal 360º, que apresentará aos pernambucanos através de palestras, detalhamentos de formatos de investimentos para as vantagens de se investir em Portugal.

Um dos facilitadores e atrativos para residir em cidades lusitanas é o fato de que a grande parte das cidades apresentam uma qualidade de vida melhor do que as cidades brasileiras, o idioma, e o fato de Portugal ser o terceiro país mais pacífico do mundo. Já quem deseja empreender em alguma cidade lusitana pode adquirir empreendimentos com facilidade, porque os trâmites burocráticos costumam ser rápidos.

A Direct realiza um levantamento do mercado lusitano e aoresenta ao cliente as possibilidades de negócios que foram identificadas, oferecendo auxílio, como o agendamento de entrevistas para o Golden Visa (autorização que permite aos estrangeiros entrar e permanecer em terras lusitanas), entre outros.

Segundo o advogado braileiro Francisco Muniz, inscrito na Ordem de Advogados Portugueses, com um investimento médio de 500 mil euros é possível adquirir o Golden Visa. Atualmente, em Portugal, um dos investimentos mais vantajosos é a arquisição de lojas de grandes bandeiras de supermercados. Segundo o Gustavo Morais, diretor da Direct Empreendimentos Imobiliarios, as maiores marcas de supermercados estão vndendo as lojas para terceiros. " Você compra uma loja, tem um contrato de locação por 29 anos, e recebe uma receita de alguel de 7% ao ano. Nesse caso, os bancos portugueses ainda financiam em 80% a compra com juros de 2% ao ano".

 

Ver toda a imprensa